Itaúna, 17 de fevereiro de 2018

Cadastro

03 de fevereiro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 03 de fevereiro de 2018 às 10h22

ALERTA

Região tem 109 casos de dengue e 5 de chikungunnya

População deve ser parceira no combate ao mosquito transmissor

Foi divulgado, na segunda-feira, 29, o novo Boletim Epidemiológico de Monitoramento da Dengue, Chikungunnya e Zika Vírus, pela Secretaria de Estado de Saúde. Neste boletim, a região Centro-Oeste, atendida pela Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis, apresenta 109 prováveis casos de dengue e outros 5 de Chikungunnya. No estado já são registrados 2.221 casos prováveis de dengue, dentre os confirmados e suspeitos e 496 de Chikungunnya e 17 de Zika Vírus.
Em Itaúna ainda não foram registrados casos, porém em 26 dos 54 municípios que compõem a macrorregião já ocorreram registros. Nova Serrana, com 19 casos e Divinópolis e Estrela do Indaiá, com 12 cada um, são os municípios que mais preocupam, no caso da dengue. Os municípios em que já ocorreram registros de Chikungunnya são: Divinópolis, Campo Belo e Luz, com um caso, cada; e São Sebastião do Oeste, com 2 casos.
Essas doenças são transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes Aegypti, que também pode ser o transmissor da febre amarela. Assim, as autoridades sanitárias convocam, mais uma vez, a população a atuar no combate ao mosquito. As recomendações são as já conhecidas, mas nem sempre praticadas pela comunidade: não deixar água parada, nem mesmo em pequenos recipientes; sempre fazer uma limpeza nos quintais, eliminando possíveis focos; não deixar lixo exposto pelas ruas e terrenos vagos. Com cada família tendo o seu cuidado, a população toda estará livre dos riscos.