Itaúna, 23 de março de 2019

Cadastro

02 de março de 2019 às 07h00 - Atualizado: 16 de março de 2019 às 11h10

Praça da Lagoinha fica lotada com Pau de Gaiola

O tradicional bloco “Pau de Gaiola”, que reúne milhares de pessoas todos os anos na quinta-feira que antecede o carnaval e faz parte do circuito oficial da folia em Itaúna, mais uma vez superou as expectativas. A grande festa, que tem como característica a produção dos foliões, com os homens se vestindo como mulheres e as mulheres se fantasiando como homens, reuniu milhares de pessoas na Praça Francisco Marques - Praça da Lagoinha e contou com premiações para as melhores fantasias e caracterizações. Este ano, os organizadores comemoraram os “38 anos de Pau na Praça”. A festa teve início nas praias de Guarapari, quando um grupo de amigos teve a ideia de formar um bloco para brincar no carnaval de Itaúna, que na época estava bombando. Lá estavam Donizete (Caverna), Chininha, filho do Major China, Manuel da Zinha e Anatole Júnior. Como nenhum dos quatro “pegava” nada, e o Chininha quando “pegava” só “pegava” mulher feia, o Donizete fez o comentário que ele só “pegava” PAU DE GAIOLA (porque o pau da gaiola de passarinho é muito sujo e feio). Assim, os quatro amigos resolveram montar um bloco com o nome de PAU DE GAIOLA, para sair na quinta-feira, vestidos de mulher, abrindo o carnaval e fazendo “raiva” no amigo Adelino Quadros, fundador da Banda Suja, que abria o Carnaval da cidade na sexta. Mas outra versão do carnaval na Praça da Lagoinha remonta à década de 60, quando uma turma de jovens começou a se reunir no local vestidos de mulher e/ou com fantasias esfarrapadas, com o tempo a aglomeração tomou proporção e se transformou no “Bloco dos Farrapos”, comandado pelo saudoso Waltinho da Lagoinha, com o Mampu de Rei Momo dos Pobres e muita alegria e fantasias engraçadas. Nos bairros Na terça-feira, 26, o “Bloco das Virgens”, mais uma vez, abriu o Carnaval não oficial, reunindo um bom público na Praça do Padre Eustáquio. Na quarta-feira, 27, em Santanense, os amigos do “Babaloo” se reuniram para manter viva a tradição do carnaval de Santanense. E ontem, sexta-feira, 1º, a pracinha do bairro Veredas ficou movimentada com o bloco “Boca de Sanfona”. Esses três blocos não fizeram parte da programação oficial.