Itaúna, 26 de abril de 2018

Cadastro

14 de abril de 2018 às 07h00 - Atualizado: 14 de abril de 2018 às 10h32

Eleições

Osmando será candidato a estadual pelo PSDB

Eugênio Pinto tenta garantir candidatura com recursos judiciais. Outros nomes também se apresentam

Prefeito por quatro vezes, Osmando quer representar cidade em nível estadual

Com o fim do prazo de filiação encerrado, começam a ser definidas as possíveis candidaturas de itaunenses e políticos com influência na cidade, para as próximas eleições. A reportagem da FOLHA fez um apanhado rápido para detectar os possíveis candidatos. Osmando Pereira, ex-prefeito de Itaúna por quatro mandatos e administrador da Pampulha, durante o mandato de Márcio Lacerda, confirmou a intenção de se candidatar a deputado estadual. O ex-prefeito vinha sendo disputado por vários partidos, mas manteve-se fiel ao PSDB e deverá compor a chapa tucana, possivelmente com Domingos Sávio na dobradinha e Anastasia ao Governo do Estado.
No início da tarde da quinta-feira, em contato com a reportagem, Osmando informou que atendeu à solicitação do senador e virtual candidato a governador, Antonio Anastasia, além dos pedidos dos amigos e indicação do grupo político a que pertence, para enfrentar as urnas em outubro. Os osmandistas e várias representações da cidade contavam com esta aceitação por parte de Osmando e já começam a, literalmente, pedir voto para o político. Segundo informações obtidas pela FOLHA, o ex-prefeito de Itaúna conta com apoio em muitos municípios da região, inclusive na capital, e tem ainda grande penetração junto aos grupos de catadores de material reciclável em todo o Estado.

Eugênio quer ser candidato apesar dos 84 processos

Informação que tem circulado na cidade nos últimos dias é de que outro ex-prefeito de Itaúna quer ser candidato a deputado, possivelmente, federal. Eugênio Pinto estaria trabalhando a ideia de se candidatar, ancorado em um mandado de segurança e/ou outra ação judicial que lhe permita a postulação. Disse a fonte do jornal que as possibilidades de ele conseguir o registro de sua candidatura “são reais”. A reportagem apurou que sua condenação já transitou em julgado, no caso do processo de suspensão dos direitos políticos. A decisão no processo de número 901-47.2012.6.13.0140, no site do TJMG, define a suspensão dos direitos por 8 anos, portanto, até 2020, já que a decisão é de 2012. A FOLHA apurou, ainda, que constam 84 processos registrados no TJMG com o nome do ex-prefeito Eugênio Pinto.
Outro nome que estaria buscando espaço para candidatura à Assembleia Legislativa é o de Márcio Pinto (Hakuna), atual presidente da Câmara. O prefeito Neider, maior liderança do grupo de Hakuna já declarou que vai apoiar Agostinho Patrus para a Assembleia, o que ampliará a penetração do deputado na cidade, com certeza. Isac Vieira também está buscando espaço, mas não está definido ainda se à Câmara Federal ou à Assembleia.
Para a Câmara Federal, Rosse Andrade deve sair pelo PROS e já estaria articulando na cidade. Informações são de que ele não fará dobradinha, sendo sua candidatura “solteira”, pelo menos em Itaúna. Marcílio, da entidade “Mães e Filhos”, também está se apresentando. Gustavo Mitre estaria trabalhando para ser candidato novamente, ancorado em sua excelente votação na cidade na eleição passada, porém, perderia força com Osmando fazendo parceria com Domingos Sávio. Jaime Martins terá o apoio de Neider, conforme já informado pelo próprio prefeito, porém, os comentários são de que ele pode ser o vice de Márcio Lacerda e o partido do prefeito (PSD) já declarou que vai apoiar Anastasia. Será que o prefeito vai ser contra o seu partido?
Domingos Sávio terá, com certeza, mais força na cidade, ao entrar na disputa em parceria com Osmando. Estarão presentes em Itaúna, a partir das próximas semanas, também, Eduardo Barbosa, Tolentino, Paulo Abi-Ackel, Inácio Franco, Antônio Júlio, Fábio Avelar, Newton Cardoso Júnior, Sávio Souza Cruz e outros nomes devem surgir, mas com menos espaço. Também acontecerão candidaturas que podem ser apoiadas por vereadores e outros grupos políticos da cidade, como os petistas.

GALERIA DE FOTOS