Itaúna, 14 de dezembro de 2017

Cadastro

02 de dezembro de 2017 às 07h00 - Atualizado: 09 de dezembro de 2017 às 10h09

Nesval Júnior é denunciado no MP

Chegou à reportagem a informação de que uma pessoa – uma mulher – teria feito denúncia ao Ministério Público (MP), de que o assessor do Gabinete do Prefeito, Nesval Júnior, teria oferecido vantagens a ela, garantindo que a mesma seria contratada para atuar na assessoria de imprensa da Prefeitura. Na promessa, que foi gravada e a cópia entregue ao MP, teria o assessor garantindo à mulher que, se ela fizesse qualquer processo seletivo da Prefeitura, ele garantiria a sua contratação e a colocaria trabalhando na assessoria de imprensa do prefeito. Em consulta à  Assessoria de Comunicação do Ministério Público de Minas Gerais, sobre o assunto, obtivemos a seguinte informação “O caso está sob sigilo. No momento não podemos passar nenhum tipo de informação”. Isto confirma ter havido a denúncia.
O servidor pode ser denunciado por crime de improbidade, complicando seus superiores – até o prefeito – caso se confirme que eles tinham conhecimento e aprovaram as ações do mesmo. Nesval pode responder por oferecimento de vantagens a terceiros, na função de servidor público, o que caracteriza crime, se comprovada a má-fé. A apuração do caso apontará se a promessa do emprego foi realizada em troca de algum benefício para o servidor ou para a administração.