Itaúna, 17 de dezembro de 2018

Cadastro

07 de abril de 2018 às 07h00 - Atualizado: 07 de abril de 2018 às 10h04

Neider afirma:“saúde teve melhora substancial em Itaúna”

Prefeito fala ao jornalista e colaborador da FOLHA sobre a sua visão em relação à sua administração

O colunista e colaborador da FOLHA, jornalista Mário Debique, ouviu com exclusividade o prefeito Neider Moreira, na manhã da quarta-feira, 4, no Gabinete do Prefeito, sobre vários temas relativos à administração municipal. O prefeito afirmou, por exemplo, que deverá implantar mais um núcleo do programa “Escola Aberta”, na região do Bairro Padre Eustáquio, ainda neste ano. Também falou que está com o projeto pronto para revitalizar a Praça da Estação e o museu, instalado naquele local.
A saúde e a atual situação do setor na cidade, segundo a visão do prefeito, foi tema que mereceu destaque. Neider entende que “o trabalho que vem sendo feito é extraordinário”. Para avalizar sua opinião, começou afirmando que “a saúde (o setor público) teve uma melhora substancial em Itaúna. No Plantão 24H tivemos um problema sério, pois o Ministério Público exigiu que as contratações fossem por processo seletivo. É preciso ter vocação para trabalhar nesta área. O hospital assumiu com pessoas compromissadas com o serviço e praticamente zeramos as reclamações na nossa ouvidoria”, disse.
E o prefeito continuou, reforçando a tese de que o problema era as pessoas que trabalhavam no local e que não tinham o comprometimento necessário: “houve uma melhora substancial, a partir do momento em que passaram a trabalhar pessoas que têm vocação para aquilo...”. E citou também que o setor voltado para a saúde da mulher, na Policlínica, oferece todos os serviços necessários à manutenção da qualidade da saúde do público feminino no município. Ainda na área da saúde, Neider falou sobre as várias especialidades médicas que sua administração implantou na Policlínica, do funcionamento do laboratório que “atende 40 pessoas por dia” e arrematou, pós listar as especialidades médicas implantadas: “coisa nunca vista na cidade”.
Neider falou também que está reformando e reestruturando todas as unidades de saúde da família e que têm médicos em todas elas, inclusive na área rural. Concluindo suas observações sobre a área da saúde, o prefeito disse que “está funcionando par-e-passo, melhor que as cidades vizinhas”, concluiu.

Suicídio: fala de Jennifer, na Câmara, teria “fundo em questões pessoais”

Sobre a fala da cidadã Jennifer Paloma, que esteve na Câmara e fez um alerta aos edis sobre a questão do suicídio na cidade, o prefeito contemporizou e disse que “a moça que foi à Câmara falou uma série de coisas sem propriedade”. Continuou, dizendo que as afirmações de Jennifer teriam fundo em questões pessoais e disse que o suicídio ocorre mais por questões econômicas e devido ao “tipo de pessoas” (sic) que teriam “problemas internos nas famílias”. Que o grupo que a Prefeitura implantou, recentemente, na área da saúde mental, vai estudar a questão e buscar as melhores opções a serem desenvolvidas. Concluiu dizendo que não houve redução de profissionais na área da saúde mental e que está “tudo correndo da mesma maneira” (sic).

Redes sociais: “não tenho tempo”

Sobre o uso das redes sociais pela sociedade, muitas vezes questionando atos da administração pública, o prefeito afirmou que não faz uso (das redes) porque “não tenho tempo”. E fez uma crítica às pessoas que “usam as redes sociais para destilar maldades”. Afirmou que “a verdade está na página da Prefeitura e quem quiser conhecê-la basta ir lá e comprovar”.
Sobre o seu relacionamento com os vereadores, disse que está tudo bem e que conta com 12 apoiadores na sua base. Comentou sobre projetos aprovados na Casa e disse que vai vetar a proposta que concede parcelamento do ITBI, porque “é inconstitucional, pois o vereador não pode legislar em assuntos financeiros”. Afirmou, ainda, que o parcelamento não seria importante porque “a pessoa que está comprando um imóvel não precisa de parcelamento. Evidentemente, vamos vetar” (a proposta foi aprovada na Câmara, na terça-feira).

Taxa do lixo, pé de manga e número de comissionados

Sobre a revisão da taxa do lixo, tema muito utilizado na campanha eleitoral, o prefeito disse que mandou fazer um estudo sobre o caso e afirmou que, em sua opinião, a cobrança deveria ser pautada no consumo de água e que, “se for constatado que estamos com a razão, vamos promover a alteração na forma de cobrança”.
Neider Moreira também falou sobre a polêmica do corte do pé de manga (no terreno de uma tia), praticamente assumindo que o corte foi determinação sua: “toda vez que nós tivermos uma árvore, seja onde for, que cause riscos aos transeuntes, a Prefeitura vai tomar suas medidas, assim como fizemos esses dias, com a árvore na Praça Luiz Ribeiro”.
Em relação ao número de efetivos que estariam em cargos comissionados, que conforme a lei deveria ser de no mínimo 30%, o prefeito afirmou que “estamos bem próximos disso”. Continuou, dizendo que o índice alcançado é de “cerca de 29%”. A Prefeitura tem mais de 200 cargos em comissão, sendo que 38 estão ocupados com efetivos (veja matéria nesta edição).


Concluindo, o prefeito falou das operações de limpeza e tapa-buracos na cidade, anunciando que será feita uma grande obra de recapeamento das ruas principais da cidade, em valor aproximado de R$ 3 milhões. “Tivemos alguns problemas na contratação de pessoas para o serviço de limpeza, que passam no processo seletivo e depois não aceitam o serviço. Vamos publicar um decreto que permita a contratação para estes serviços, sem o processo seletivo. Dentro de 45/60 dias a cidade estará limpa e a operação tapa-buracos concluída”, avaliou Neider. Sobre as eleições deste ano, disse que “sou homem de palavra” e informou que apoiará Jaime Martins para a Câmara Federal e Agostinho Patrus para a Assembleia.

Sede da Prefeitura: “obra será retomada até junho”

Segundo o prefeito Neider Moreira, no próximo dia 14 esgota-se o prazo para que sejam entregues os projetos complementares. A partir daí, será preparado o lançamento do edital para a contratação das obras que devem ser retomadas até junho, conforme previsão do prefeito. Informou ainda que após as modificações processadas pela sua administração, o custo final da obra será em torno de R$ 8,5 milhões.
No mesmo local (Condomínio Boulevard Lago Sul) deverá ser iniciada no segundo semestre deste ano, a construção da nova sede do Judiciário em Itaúna. O TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) já encaminhou o processo para realização de licitação que contratará a empreiteira que ficará responsável pela obra, orçada em R$ 20 milhões com recursos próprios do TJMG.