Itaúna, 19 de novembro de 2017

Cadastro

04 de novembro de 2017 às 07h00 - Atualizado: 11 de novembro de 2017 às 10h15

Morador de rua é vítima de agressão

Autor utilizou pedras e um pedaço de espelho para cometer o crime, além de agredir com chutes

Na tarde do último domingo, 29, por volta das 16 horas, a Polícia Militar recebeu informações através do telefone sobre um morador de rua que estava sendo agredido por um indivíduo não identificado. O fato estaria acontecendo na Rua Zezé Lima, próximo ao número 640, no Centro, em frente ao Posto Central.
Conforme consta do B.O., ao chegar ao local, os militares depararam com Agnaldo Francisco Martins, de 43 anos, com bastante sangramento na cabeça, que relatou que estava deitado na calçada quando chegou um indivíduo trajando blusa vermelha e bermuda listrada e começou as agressões com pedradas e chutes, dizendo que iria matá-lo.
Ainda de acordo com informações do B.O., uma testemunha que reside em frente ao local onde ocorreu a agressão, informou aos militares que ouviu gritos e quando saiu de casa viu Agnaldo ensanguentado. A testemunha gravou a ação do autor e passou a filmagem para os militares. Através do vídeo, os policiais reconheceram o autor, Nathanael Magalhaes Silva, de 18 anos, que já é conhecido no meio policial com envolvimento em crimes de tráfico e roubo.
A vítima estava com uma carrocinha com produtos recicláveis que cata na rua para vender e se sustentar, e alegou que se deslocaria para o Hospital com a carroça, pois temia que alguém a furtasse. Conforme o B.O., no caminho para o Pronto Socorro, novamente o autor Nathanael apareceu, deste vez trajando uma blusa listrada e portando um pedaço de espelho, momento em que tentou agredir Agnaldo na altura do pescoço. Neste momento, a equipe policial deparou com a situação e efetuou a abordagem e a prisão do autor.
A Polícia informou que antes de ser preso, Nathanael jogou ao chão um pino de substância semelhante à cocaína, que foi localizado e apreendido. Agnaldo foi conduzido ao Hospital onde foi feito uma sutura em um corte na região esquerda da cabeça. O autor alegou, a princípio, que agrediu a vítima por causa de uma dívida de droga e posteriormente, mudou a versão alegando que foi agredido em data passada por Agnaldo. O autor foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.