Itaúna, 20 de julho de 2018

Cadastro

12 de maio de 2018 às 07h00 - Atualizado: 19 de maio de 2018 às 09h59

João José alerta: “já, já a máquina vai parar!”

Ex-vereador falou na Câmara sobre a falta de planejamento da administração e cobrou: “tá na hora de sair da ilha da fantasia”

O ex-vereador e advogado João José, empresário da área de sonorização, ocupou o espaço popular na Câmara de Itaúna para denunciar o que chama de falta de planejamento da atual administração e os riscos de “a máquina parar” a continuar como está. Em desabafo, João José questionou a falta de planejamento para o Carnaval e cobrou alguma ação para que a festa seja bem elaborada e possa ser realizada sem atropelos. Afirmou que o carnaval itaunense foi recuperado pelo “governo do Eugênio, mantido pelo Osmando e o Neider conseguiu fazer com pouco dinheiro. Pôs o pé no pescoço dos blocos e conseguiu até receber, à vista. Mas não pagou quase ninguém, eu mesmo só recebi uma pequena parte” (no dia seguinte ele informou que conseguiu receber).
Disse que os carnavalescos de Itaúna fazem uma festa muito boa “que causa inveja em pessoas de muitas cidades que vêm aqui e às vezes têm dinheiro, mas não conseguem fazer igual”. Concluindo. Afirmou que é preciso “sair da Ilha da Fantasia e parar de colocar a culpa nos outros. Culpa o Osmando, culpa o governo... se continuar assim, já, já a máquina vai parar”. Comparou, ainda, a administração de Itaúna com a de Itapecerica, que, segundo ele, está com todas as contas em dia e realizando obras: “perguntei para o Têko (prefeito de Itapecerica) como ele consegue manter as contas em dia ele me disse que “me adaptei aos atrasos de repasses, nomeei apenas os cargos comissionados necessários e priorizei. É preciso mandar o Neider para lá, para aprender a administrar”. E encerrou pedindo “desculpas pelo desabafo”.