Itaúna, 24 de outubro de 2017

Cadastro

07 de outubro de 2017 às 07h00 - Atualizado: 07 de outubro de 2017 às 10h16

Itaúna terá primeira unidade de APAC Juvenil do País

Unidade deve entrar em funcionamento em março de 2018 atendendo a 60 jovens

Mário Ottoboni, ao liderar o movimento de criação da APAC, em 1972, em São José dos Campos, SP, com certeza não sabia aonde chegaria o novo método que estava sendo proposto. Nem o juiz Paulo Antônio de Carvalho, junto a mais alguns abnegados, quando trouxeram para Itaúna a segunda unidade da APAC, e chamaram a população itaunense a aderir à causa. Presente hoje em 43 cidades do Brasil e em vários países do mundo a APAC terá sua terceira unidade em Itaúna, no próximo ano. Após as unidades da APAC Masculina e Feminina, está sendo construída a APAC Juvenil, em terreno doado pela Fundação Granja Escola, no Bairro Piaguassu.
A presidente do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, ministra Cármen Lúcia aprovou a construção de uma unidade juvenil para Itaúna e uma unidade feminina para o Estado do Ceará, na capital Fortaleza. A previsão de conclusão das obras e início da operação em Itaúna é para o mês de março de 2018. A APAC Juvenil vai receber 60 jovens — divididos por igual quantidade entre os regimes, provisório, internação e semi-internação.
Em área de 10 mil metros quadrados os internos receberão educação formal e capacitação profissional, além de opções e lazer e formação pessoal. “O projeto tem ênfase em educação e capacitação profissional, pois o jovem está em fase de aprendizado. É diferente dos adultos, que podem vir de uma vida arraigada no crime, na droga, na violência. Com os adultos, outros valores são mais trabalhados. O tempo irá nos dizer o que vai ao encontro à psicologia do adolescente”, conforme afirmou o diretor da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira. A APAC Juvenil já tem personalidade jurídica criada, estatutos elaborados e diretoria constituída, e recursos em caixa para custear parte da obra.