Itaúna, 23 de outubro de 2017

Cadastro

10 de junho de 2017 às 07h00 - Atualizado: 24 de junho de 2017 às 09h53

BUROCRACIA

Itaúna pode perder mais de R$ 10 milhões em investimentos

Dificuldades impostas pela Regulação Urbana estão afastando investimentos na construção civil da cidade

Em momentos de crise as administrações devem buscar incentivos para os empreendedores, visando atrair investimentos e geração de empregos. Porém, em Itaúna estão trilhando o caminho inverso, se for levado em conta o grande número de problemas que são colocados para quem deseja investir na construção civil na cidade. Os problemas são tantos que vários empresários do setor já estão estudando a possibilidade de investir em cidades da região, pois estão sendo afugentados pelo setor de aprovação de projetos da Prefeitura, como alegaram à reportagem.
Um empresário já decidiu investir na construção de dois prédios em Pará de Minas e outros podem tomar o mesmo rumo caso não seja revista a posição da Secretaria de Regulação Urbana, conforme afirmaram. A aprovação de projetos de construção pelo setor competente da Prefeitura foi dificultada enormemente, a partir do início do ano, segundo informações colhidas pela reportagem junto ao setor de empreendimentos imobiliários da cidade.
Com o afugentamento dos empreendimentos, a cidade pode perder em várias frentes: na queda de impostos como o IPTU, ITBI, taxa de lixo, tarifas de água e iluminação pública, além de ter reduzida a oferta de emprego e no montante de dinheiro circulante na economia do município. A previsão de perda, somente em investimentos, para os próximos meses é de mais de R$ 10 milhões, conforme levantamento superficial a que a reportagem teve acesso.