Itaúna, 20 de outubro de 2018

Cadastro

28 de abril de 2018 às 07h00 - Atualizado: 04 de maio de 2018 às 15h52

Feirart começa dia 5 na Praça do Zé Flávio

Depois de ter sido desativada por determinação do Ministério Público, devido às condições precárias do Mercado Municipal, onde era realizada, e reclamações de vizinhos, a “Feira de Rua” de Itaúna será reativada no próximo dia 5. E vai manter seu funcionamento todos os sábados, das 7h às 17h, na Praça José Flávio de Carvalho, entre as Ruas Aurélio Campos e Pedro Coutinho – onde já funciona uma feira de alimentação.
Nomeado como Feirart, o projeto foi concretizado pela Prefeitura depois de aprovação de projeto de lei do vereador Joel Arruda, que entrou em consenso com os feirantes sobre a melhor localização. E é feito em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itaúna, que, por sua vez, conta com apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário.
A feira vai reunir hortifrutigranjeiros, defumados, pastéis, artes cênicas e circenses, música e literatura. As 10 barracas para os produtores rurais estão sendo distribuídas pelo Sindicato, que já destinou quatro delas e outras cinco devem ser entregues na próxima semana. De acordo com Mário Sotero, presidente do Sindicato, as barracas, que contém seis caixas de plástico para exibição dos produtos, dois jalecos e duas balanças, foram fornecidas pela Secretaria de Estado há algum tempo, material que custou cerca de R$ 12,5 mil. A cessão aos produtores está sendo feita por meio de contrato de comodato, determinando que, se deixar de participar da feira, o beneficiado deve devolver a barraca.
“Nosso sonho era fazer uma feira separada, no Mercado mesmo, mas não foi possível. O que não isenta a Prefeitura de resolver a questão do Mercado, que é absurda. Como pode um espaço daquele estar jogado às traças?”, destacou Mário.