Itaúna, 25 de maio de 2019

Cadastro

11 de maio de 2019 às 07h00 - Atualizado: 18 de maio de 2019 às 11h03

Comércio

Dia das Mães pode recuperar faturamento

CDL já programou funcionamento hoje até às 16 horas. Comerciantes aguardam aumento nas vendas em relação ao ano passado

Considerada a segunda melhor data para o comércio varejista no ano, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães já começa a mostrar aquecimento no comércio. A reportagem da FOLHA ouviu alguns comerciantes da cidade e a quase unanimidade concordou que as compras para a data acontecem na véspera e que as expectativas para este ano são melhores que as do ano passado. “O movimento já deu uma melhorada nesta semana, mas vai aquecer mesmo é no sábado”, conforme Lúcia Aquino, proprietária da loja do mesmo nome, no centro da cidade. Outra informação comum à maioria é que o movimento do mês de abril deste ano foi um dos piores dos últimos tempos.
A reportagem ouviu gerentes e proprietários de quatro lojas, cada uma em um seguimento, que falaram sobre as expectativas para o Dia das Mães. Na Rosè, loja especializada em moda e acessórios, a proprietária, Deise Santos, afirmou que “melhorou um pouco já, nesta semana (que antecede o Dia das Mães). Mas nessa data é comum as compras serem feitas na véspera mesmo. As pessoas deixam para a última hora”, afirmou. Disse que a expectativa é muito boa e que o movimento já mostra alguma diferença.Lúcia Aquino, loja especializada em moda e acessórios para senhoras, também registra um pequeno aquecimento nas vendas. “Mas é na véspera, mesmo, que as compras para as mães acontecem”, disse a proprietária. “Vai melhorando (o movimento) na medida em que o final de semana se aproxima, mas é no sábado (hoje) que as vendas crescem”, disse Lúcia, que também está com boas expctativas para este ano.
Na Tarentum, loja especializada em calçados, a informação segue na mesma direção: “Já melhorou um pouco, mas é no sábado que as vendas devem crescer, mesmo. Nossa expectativa é de que neste ano seja ainda melhor em relação às vendas no mesmo período no ano passado. Estamos trabalhando com um valor de compras variando entre R$ 100 e R$ 300 para o presente das mães”, disse Sheila, gerente da loja. Já na loja “O Boticário”, a gerente Lidiane afirmou que “Melhorou o movimento e a expectativa é de que será bem melhor do que em 2018. Estamos trabalhando com duas fragrâncias lançadas para este período e temos presentes para todas as possibilidades. Com certeza as vendas serão boas”, garantiu. O comércio vai funcionar hoje, sábado, até as 16 horas.