Itaúna, 22 de outubro de 2018

Cadastro

05 de outubro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 05 de outubro de 2018 às 13h32

POSIÇÃO INCÔMODA: ENTRE AS ÚLTIMAS

Dentre 196 instituições avaliadas Universidade de Itaúna é a 177ª

No ranking geral em Minas ela é a antepenúltima, dentre 22 avaliadas

Se em 2017 a 174ª colocação no RUF – Ranking Universitário Folha já era ruim, em 2018 a situação piorou: a Universidade de Itaúna ficou com a 177ª colocação esse ano, caindo mais três posições e com nota abaixo de 20 (18,17) em 100 pontos possíveis. A Universidade de Itaúna nunca esteve bem posicionada no RUF, desde sua criação, em 2012, mas ano após ano a classificação da UIT vem piorando, já que na primeira edição (2012) estava na 166ª posição. E se a situação não é animadora no ranking geral, quando são analisadas apenas as classificações das instituições mineiras, a coisa piora. A UIT fica na antepenúltima colocação, em 22 instituições analisadas. Pior que a Universidade de Itaúna, que ficou com a 20ª posição no estado, só mesmo a UNIVAS – Universidade do Vale do Sapucaí, 21ª em Minas e 181ª no geral; e Unincor, que ficou na lanterna em Minas (22ª) e é a 186ª no ranking geral.
Escolas de todos os Estados, de todas as regiões do País – indo de Oiapoque ao Chuí – estão mais bem classificadas que a Universidade de Itaúna. A primeira colocada em Minas Gerais é a UFMG, que conseguiu 96.38 pontos na avaliação, ou seja, multiplicou por cinco a nota obtida por Itaúna. Para se chegar à pontuação, são avaliados os seguintes itens: Ensino (UIT ficou na 161ª posição); Pesquisa (187ª posição); Mercado (120ª posição); Inovação (157ª posição); e Internacionalização (162ª posição). O resultado final é a soma da pontuação nestes itens. Como se vê em nenhum item a Universidade de Itaúna se saiu bem, com destaque negativo para os itens de Pesquisa e Ensino.