Itaúna, 15 de novembro de 2018

Cadastro

08 de setembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 15 de setembro de 2018 às 10h54

Criminosos rendem homem no portão de casa e roubam mais de R$ 40 mil

Vítima foi amarrada no banheiro da casa

Um homem de 56 anos, residente na Rua Cunha Quintão, no bairro São Geraldo, foi assaltado por volta das 20 horas da última quarta-feira, 5, por três criminosos armados. A vítima relatou à Polícia Militar que acabou rendida pelos ladrões quando chegava em casa. O roubo deixou um prejuízo de mais de R$ 40 mil. Os bandidos levaram dinheiro, uma caminhonete e objetos de valor. Conforme as informações constantes no Boletim de Ocorrências, a Polícia Militar foi acionada pela vítima, que relatou que chegou em sua residência por volta das 19h40 e percebeu que o portão da garagem estava aberto. Nesse momento, adentrou com sua caminhonete S10, cor prata, e parou depois que passou do portão e ligou para a sua esposa, para saber se a mesma havia deixado o portão aberto, recebendo como resposta que não. O homem então guardou o veículo na garagem e ao se dirigir para abrir a porta da cozinha, percebeu um vulto passando atrás dele. Nesse momento, sentiu que um indivíduo colocou algo em sua nuca e disse “calma, calma, calma! Isso é um assalto, abre a porta”. De acordo com o B.O., a vítima, após ser surpreendida pelo indivíduo e mais outros dois homens que apareceram depois, abriu a porta da casa e foi questionado pelos bandidos em onde estava o dinheiro. A vítima sempre dizia que não tinha dinheiro, somente o que estava em sua carteira, que eram mil reais. Os autores, duvidando, levaram o homem para o quarto do casal e o amarrou no banheiro com um cadarço de tênis, ainda questionando sobre onde estaria o dinheiro. Após muita insistência dos criminosos, eles disseram que iria matá-lo caso não dissesse onde estava o dinheiro. Um dos autores chegou a jogar álcool no corpo da vítima, dizendo que iria atear fogo. Ainda segundo a Polícia, em certo momento, a vítima lembrou que na residência havia R$ 40 mil em dinheiro, dentro de uma caixa, no closet, momento em que os autores confiscaram o dinheiro e começaram a revirar a casa, pegando outros objetos de valor. A vítima relatou que após a casa ficar em silêncio, conseguiu se desamarrar e saiu correndo para a rua para pedir socorro. Os autores levaram também a caminhonete da vítima. Ainda conforme os relatos da vítima, a casa está em reforma e há várias pessoas trabalhando no local, e que algumas ele conhece há muito tempo e outras não. Ele informou ainda que o dinheiro estava em sua residência, pois no dia seguinte, na quinta-feira, 6, ele iria fazer o pagamento para as pessoas que estão trabalhando em sua casa. O homem relatou ainda que todas as pessoas que estão trabalhando no local têm total acesso a casa, e o portão da garagem, que estava aberto, não havia sido arrombado. Foi realizado contato com a empregada e o carpinteiro da casa, ambos disseram que haviam saído por volta das 16h30 e teriam fechado o portão corretamente. O vizinho que deu apoio à vítima disse que avistou a caminhonete subindo a rua e que em certo momento, uma televisão que estava na carroceria caiu. Um veículo Gol, de cor vermelha, que estava atrás da caminhonete, parecendo que estava dando cobertura, retornou para pegar a TV, mas ao perceber que havia muitas pessoas próximas ao local, fugiu em alta velocidade. A Polícia informou que na residência não há câmeras de segurança. A perícia técnica compareceu ao local no dia seguinte. O caso foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, que vai investigar cada uma das pessoas que está trabalhando no imóvel. Os policiais realizaram rastreamentos, mas até o fechamento dessa edição, nenhum dos autores havia sido localizado.