Itaúna, 22 de julho de 2018

Cadastro

30 de junho de 2018 às 07h00 - Atualizado: 30 de junho de 2018 às 09h50

ELEIÇÕES

Alexandre Campos confirma pré-candidatura a federal

Osmando tem conquistado apoios em várias frentes, na busca de vaga na Assembleia

A novidade na política itaunense é a confirmação do vereador do MDB, Alexandre Campos, na disputa por uma cadeira de deputado federal. Ele é vereador em primeiro mandato na Câmara de Itaúna, presidente estadual do MDB Jovem e figura destacada na estrutura do partido em Minas Gerais. Esta participação ativa nas discussões e decisões do partido no Estado levou à convocação do mesmo pelas lideranças estaduais do MDB (especialmente o presidente estadual do partido, vice-governador Antônio Andrade, que vai disputar o Governo do Estado pela sigla). “Foi mesmo uma convocação, da qual não podemos nos esquivar. Também recebi esta convocação de minhas bases em Itaúna e por parte de amigos em várias cidades do Estado”, disse Alexandre Campos à reportagem. Com a definição de Alexandre em disputar a eleição de deputado federal, a formatação da política itaunense para outubro deve sofrer muitas alterações.
Também estão em busca de construir uma candidatura a deputados federais, Gustavo Mitre, Marcílio Dias, Eugênio Pinto e Rosse Andrade. Nos últimos dias Gustavo Mitre tem buscado reunir os demais possíveis candidatos em torno do seu nome. A reportagem tem informação de que Mitre esteve com Rosse Andrade com a proposta de unir as forças em nome de um candidato de consenso. Rosse, por outro lado, tem trabalhado sua candidatura, inclusive, tendo realizado reunião recente com o prefeito de Betim, Carlaile, que pode apoiá-lo. Marcílio também estaria sendo trabalhado com a mesma proposta (de unir em torno de um nome). Eugênio Pinto tem afirmado que será candidato, mas as informações são de que vai usar a mesma estratégia do PT nacional, já que deve registrar sua candidatura, mas não conseguirá efetivá-la, já que está com os direitos políticos cassados.
Ainda tem o enfermeiro Gilberto Gonçalves, do PV, que se apresentou como pré-candidato a deputado federal, em release enviado à redação. Ele trabalha na área da Saúde no município e estaria sendo apoiado pelo secretário de Governo, Alisson Diego, que transferiu-se para o PV. Assim, como Alexandre já confirmou sua pré-candidatura, Itaúna poderá ter dois ou até três candidatos a federal nas próximas eleições.

Disputa pela Assembleia tem Osmando, Isac e Hakuna

O ex-prefeito Osmando Pereira, candidato apoiado pelo senador Anastasia e lideranças tucanas, dentre elas o deputado federal e presidente mineiro do PSDB, Domingos Sávio, tem trabalhado seu nome junto a lideranças regionais e conquistado apoios em várias cidades do Centro-Oeste mineiro, além de uma base sólida em Belo Horizonte, onde administrou a Regional da Pampulha. Também tem fechado apoio na área de reciclagem, sendo apontado como candidato dos catadores de material reciclado de Minas, devido ao seu trabalho em apoio ao segmento nos quatro mandatos de prefeito de Itaúna.
Também se apresentam na disputa por vagas na Assembleia Isac Vieira e Marcinho Hakuna. Isac é empresário da área de sonorização. Já Marcinho Hakuna é vereador por Itaúna e presidente da Câmara. Também atua na área de eventos, inclusive sendo vocalista de uma banda que leva seu nome. Recentemente passou a enfrentar problema com a Justiça Eleitoral, já que foi denunciado pelo MP Eleitoral por ter mudado de partido – se elegeu pelo PSD e mudou-se para o PSC. Essa denúncia pode até mesmo, se aceita e julgada procedente, tirar-lhe os direitos políticos, após a perda do mandato de vereador. As próximas semanas serão cruciais para a definição de quem será mesmo candidato e quem não conseguirá levar a candidatura à frente.