Itaúna, 13 de dezembro de 2018

Cadastro

09 de junho de 2018 às 07h00 - Atualizado: 09 de junho de 2018 às 10h16

A cura pelas patas dos cavalos

Hippo Campus Equoterapia já funciona em Itaúna e aguarda convênio para estender atendimento à população carente

Já existente em várias cidades, inclusive no Centro-Oeste de Minas, o tratamento terapêutico por meio da equitação, a equoterapia, tem trazido excelentes resultados para pacientes com os mais variados problemas, desde físicos a emocionais. Em Itaúna a Hippo Campus Equoterapia e Equitação, inaugurada recentemente, já atende a sete pacientes e as histórias a serem contadas são animadoras. Com certeza, os pacientes conquistam mais qualidade de vida com esse tipo de tratamento terapêutico. Assim tem sido com a menina Maria (nome fictício), adotada, que é portadora de paralisia, ou com a filha de uma manicure, moradora da zona rural, que também já experimentou os benefícios do tratamento. É o caso, ainda, do filho de uma comerciante itaunense, que já sabe o que a equoterapia pode fazer para a sua saúde. Trinta casos estão em análise para também usufruir do tratamento terapêutico na Hippo Campus, o que demonstra que existe um extenso público a ser atendido.
Porém, em vários deles o impedimento para ter acesso à equoterapia tem sido o custo do tratamento. Conforme um dos coordenadores da Hippo Campus, Marcos Leal, cada sessão custa em torno de R$ 50 a R$ 65, dependendo do que o paciente necessita, como acompanhamento por psicólogo, fisioterapeuta e equitador. Para solucionar o problema de quem não conta com recursos financeiros suficientes, a Hippo Campus aguarda a possibilidade de a Prefeitura firmar convênio para estender o tratamento à população carente, o que pode ser feito por intermédio da ADEFI – Associação de Pessoas com Deficiência de Itaúna, que administra a Praça de Esportes do Bairro de Lourdes. Cidades vizinhas, como Itatiaiuçu, Cláudio e Pará de Minas, já oferecem esse tipo de tratamento à população, através de convênios firmados com clínicas daqueles municípios. Nos casos de Pará de Minas e Itatiaiuçu, por exemplo, o tratamento é oferecido completamente gratuito a todos os pacientes, bancado por meio de convênio com a Prefeitura.
Em Itaúna, enquanto a Prefeitura ainda não firmou o convênio com a Hippo Campus, o tratamento tem sido bancado pelas famílias dos pacientes, como no caso, por exemplo, da manicure residente na zona rural que tem enfrentado dificuldades financeiras para manter a filha recebendo o atendimento. A clínica de Itaúna conta com pista de equitação e área verde, o que proporciona contato dos pacientes com a natureza, muito importante para o êxito do tratamento. A equipe é coordenada pelo equitador, Marcos Leal; Luiza Corradi, psicóloga; e Júnia Soares, fisioterapeuta. A clínica funciona na Avenida Dorinato Lima, 1510-A, Bairro de Lourdes. Além de pacientes com problemas físicos, como paralisia, a Equoterapia também é indicada para casos como depressão e distúrbios neurológicos.

GALERIA DE FOTOS