Itaúna, 18 de dezembro de 2018

Cadastro

24 de novembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 15 de dezembro de 2018 às 07h41

Ponto de Vista

MESA DIRETORA Estratégia sorrateira da base deu certo ao eleger Hudson Bernardes (PSC), para a presidência da Câmara no biênio 2019/2020, mas a repercussão da polêmica e rápida votação, na tarde de segunda (19), foi negativa e ainda pode ir à Justiça. A população se sente traída. Secretário da atual Mesa, Giordane Alberto (MDB) não explicou o porquê de ter participado de duas chapas, inviabilizando a disputa de Gláucia Santiago (PSB), Márcia Cristina (PP) e Otacília Barbosa (PV). O trio tem se destacado pela atuação em prol dos interesses de Itaúna e o lançamento delas deu novo ânimo à eleição, ofuscada pelo esvaziamento da chapa de Alex Artur da Silva, o Lequinho (PSDB). Experiente, Hudson abrirá as portas para o prefeito Neider Moreira (PSD) na condução dos projetos do Executivo, mas terá hérculo desafio na Casa, frente à rejeição recorde da atual administração.

MESA (2) Parte da costura do apoio governista aconteceu na véspera, em encontro em celebrada churrascaria de Contagem. Teve até vereador de oposição que filou o rodízio, com a promessa de que votaria a favor. Depois, voltou atrás.

IBIS INAUGURADO Duas mulheres com experiência em diferentes bandeiras gerenciam o Ibis Styles, uma delas itaunense. Vanessa Reis trabalha há dez anos nos ramos de hotelaria, eventos e gastronomia, com passagens pelo Saint Petesbourg, em Paris, e o Mama Shelter, em Santa Tereza, no Rio. Sucesso à dupla Luciana e Vanessa e mãos à obra!

APP Taxistas se engajam para criar aplicativo para o serviço em Itaúna. Na era digital, faz muita falta. Maioria dos pontos está na Praça Dr. Augusto e quase não se vê táxis em circulação. A categoria tem mesmo de se modernizar e dar graças ao céus por Uber e cia. ainda não disputarem nosso mercado. Ainda.

MAIS MÉDICOS Soberba a resposta da Prefeitura à não participação de Itaúna nas 8,5 mil novas vagas do programa Mais Médicos. Saúde é tema sensível ao governo de Neider, que é médico. Atribuir à Faculdade de Medicina o preenchimento do quadro na cidade é passar o problema adiante, mesmo sendo de conhecimento público que dezenas de cidadãos de baixa renda continuam sem acesso a um simples atendimento na rede pública. Itaúna precisa de mais médicos, sim. E de mais humildade.

MÉDICOS (2) Somente quando não houver reclamações, casos graves e até mortes por desassistência, poderemos nos dar ao luxo de dispensar novos profissionais. Oportunidades, aliás, têm sido dispensadas aos montes nessa terra. É hora de Itaúna pensar grande.

FALE COM A COLUNA viuitauna@gmail.com

Colunas recentes de Bruno Freitas - Ponto de vista

Nenhum resultado encontrado