Itaúna, 18 de dezembro de 2018

Cadastro

10 de novembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 08 de dezembro de 2018 às 13h21

Ponto de Vista

MESA DIRETORA Clima acirrado na Câmara e nos bastidores para a votação que definirá o segundo biênio da presidência da Casa, cujo prazo expira no próximo dia 30. Alex Artur da Silva, o Lequinho (PSDB), tem o apoio da maioria, conforme apurado pela coluna, para voltar à posição que ocupou no governo do ex-prefeito Osmando Pereira (PSDB). Líder da base, Hudson Bernardes (PSC) usa a seu favor acordos do governo. Mera barganha. A impopularidade do prefeito Neider Moreira (PSD) cresce a cada dia, refletindo diretamente nas atuações dos parlamentares. Para uma mudança de fato, Neider e equipe necessitam recomeçar do zero, literalmente, rever conceitos, ir às ruas, ouvir as demandas da população e expor de forma clara as ações da Prefeitura. A atual administração está enterrada em egos e vaidades do primeiro escalão e só um renascimento popular é capaz de dar a ela alguma perspectiva.
POR CIMA Atual presidente da Câmara, Márcio Gonçalves Pinto, o Marcinho Hakuna (PSD), tem tudo para sair por cima. Ofuscado pela oposição nos últimos meses, cresceu vertiginosamente na campanha de Jair Bolsonaro (PSL), pode compor a equipe do novo governo federal e, comenta-se nas rodas de conversa, é nome cotado para a Prefeitura em 2020.
TAPETÃO Pegou muito mal a ameaça de membros do governo a ocupantes de cargos de confiança de vereadores para que votem a favor do prefeito na eleição da mesa diretora. Somada à ação judicial movida contra cidadão, a política do tudo ou nada pode agravar ainda mais a insatisfação do itaunense com Neider e equipe. Estratégia tem passado longe do edifício da Praça Dr. Augusto Gonçalves.
AUMENTO DE IMPOSTOS Inconcebíveis os aumentos de impostos previstos no novo Código Tributário do município. Profissionais liberais e de setores da construção, que reclamaram em audiência pública na quarta-feira (7), não podem aceitar os reajustes de até 400%. É hora de ir às ruas. O projeto certamente será barrado pela Câmara.
DESAVISADA Vereadora Márcia Cristina Santos, a Márcia do Dr. Ovídio (PP), reclamou na última reunião plenária não ter sido avisada sobre a audiência pública que apresentou, em 23 de outubro, as contas da Saúde sobre o segundo quadrimestre de 2018. Márcia, que é da área e faz oposição a Neider, disse ter tomado conhecimento a tempo apenas do fim da reunião. Um release (texto direcionado à imprensa) foi divulgado pela Prefeitura em 22 de outubro. Não é a primeira vez que Márcia diz não ter sido avisada sobre uma decisão do Executivo. No último reajuste da tarifa do transporte coletivo, a vereadora utilizou o Facebook para dizer que não sabia do decreto do prefeito.
CADÊ AS VAGAS? Redistribuição do estacionamento na Praça Dr. Augusto Gonçalves prejudicou, além dos taxistas, o cidadão. Até mesmo à noite ficou difícil encontrar uma vaga para uma simples ida ao banco. Enquanto isso as novas vagas destinadas ao estacionamento de viaturas ficam desocupadas. Vai entender.
SANTANA FM Novo nome assumirá a presidência da Fundação Educativa e Cultural São Francisco, entidade mantenedora da Santana FM. Líder disparada na audiência local, a rádio fundada pelo saudoso Helenio Lara é patrimônio imaterial de Itaúna. O cargo exige absoluta isonomia e sobretudo, independência política. A bola está com o Ministério Público.
DE OLHO NA PREFEITURA Empresário da área de TI, Rafael Dias (Gox Internet) forma grupo para pré-candidatura à Prefeitura em 2020. A tarefa é árdua em terreiro de dualidade Osmando x Neider e o melhor caminho, sugerido pela coluna, é o da construção coletiva e a necessária terceira via para Itaúna. Entre as propostas do postulante estão o Disk-Buraco, para imediato recapeamento asfáltico, e um aplicativo para marcação de consultas médicas. Jovem, Rafael é bem sucedido na área em que atua e tem grande potencial. Mãos a obra.

Colunas recentes de Bruno Freitas - Ponto de vista

Nenhum resultado encontrado