Itaúna, 13 de dezembro de 2018

Cadastro

01 de setembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 22 de setembro de 2018 às 11h25

Contra Ponto

PREÇOS ACIMA DA REGIÃO - Reportagem da FOLHA do último sábado (25) voltou a apontar discrepância no preço dos combustíveis em Itaúna na comparação a cidades vizinhas. Durante muitos anos, poucos empresários locais dominaram o setor. A chegada de grandes redes de Belo Horizonte trouxe maior dinamismo ao mercado, com concorrência forte de preços e a oferta de atrativos ao consumidor. Entre eles aplicativos que devolvem parte do valor do abastecimento e cartão de pontos para troca por produtos. A paralisação dos caminhoneiros fez junho ter a maior inflação em 23 anos – IPCA de 1,26%. É preciso ficar atento. Que os ganhos do setor em Itaúna nos últimos anos não sejam perdidos em meio aos reflexos da crise, que levaram os itaunenses a dormir na fila dos postos. A cidade necessita de dinamismo para crescer, oferecer mais emprego e renda. Parabéns aos empreendedores que oferecem mais ao consumidor. Viva o livre mercado!

TAXA DO LIXO - Enfim a Câmara aprovou, durante a reunião de terça-feira (28), a lei que reduz proporcionalmente o valor da Taxa do Lixo em imóveis sem coleta diária na zona rural. A cobrança municipal, além de descabida, por considerar a área construída do imóvel, era completamente injusta, uma vez que o recolhimento de lixo na área urbana de Itaúna é diário e nas demais localidades, ocorre duas vezes por semana. Créditos para os vereadores de oposição Otacília Barbosa (PV) e Antônio de Miranda (PHS), que colherão os louros políticos da medida popular.

MEMÓRIA - E pensar que a Taxa do Lixo, entre outras medidas impopulares como a venda do imóvel da Prefeitura, enterraram o governo do ex-prefeito Osmando Pereira (PSDB), abrindo caminho para a prometida “mudança” de Neider Moreira (PSD).
ITAÚNA FORA - Assisti uma publicidade da rede Ibis Styles, em um voo da Azul, que fala da abertura de novos hotéis no Brasil até 2019. A ação não inclui a unidade de Itaúna, cuja obra está praticamente pronta há cerca de um ano. Cita, em Minas Gerais, um novo hotel em Pouso Alegre. A última previsão da AccorHotels, responsável pela bandeira, era o segundo semestre de 2018. Causa estranhamento uma obra desta envergadura, com 106 apartamentos e investidores, permanecer estacionada tanto tempo. Afinal de contas, quando o hotel Ibis de Itaúna será inaugurado?

NOVA PREFEITURA - Outra obra que fez aniversário é a nova sede da Prefeitura de Itaúna, no Boulevard Lago Sul. Levantaram as estruturas pré-moldadas e desde então não houve evolução. Como diria o Adolfo: mãos à obra!

CIDADE TURÍSTICA - Itaúna é uma cidade de grande potencial turístico que merece ser devidamente explorado. Há poucos dias, voltou a receber a visita do programa de TV Viação Cipó, apoiado por uma marca de água mineral local. Temos belas cachoeiras pouco conhecidas, a Barragem do Benfica e o Morro do Bonfim, ideal para a prática de esportes de caminhada e ciclismo. Tudo isso a apenas 85 quilômetros de Belo Horizonte, no eixo entre as BR-262 e BR-381. Em resumo: temos todas as credenciais para tornar Itaúna uma cidade turística. Falta só um engajamento conjunto da sociedade, poder público e empresariado. Será tão difícil alavancar este e outros pontos necessários para o desenvolvimento?


FALE COM A COLUNA viuitauna@gmail.com

Colunas recentes de Bruno Freitas - Ponto de vista

Nenhum resultado encontrado