Itaúna, 13 de dezembro de 2018

Cadastro

15 de setembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 20 de outubro de 2018 às 11h06

Coluna Ponto de Vista

ISENÇÃO TRIBUTÁRIA - Vereadores se reuniram nesta semana com representantes da Belgo-Mineira Bekaert Artefatos de Arame (BMB) para discutir isenção tributária às empresas prestadoras de serviço que atuarão na expansão da unidade em Itaúna. Projeto de lei que prevê isenções de impostos durante um ano será colocado em votação na próxima terça-feira (18) na Câmara, de acordo com o líder da base governista, Hudson Bernardes (PSC). Anunciada pela BMB em junho, a expansão pretende elevar a capacidade de produção de cabos para reforço de pneus para carros e caminhões (steel cord) em 35%. O investimento é de R$ 107 milhões, gerando aproximadamente 200 postos de trabalho diretos e indiretos na região.

ISENÇÃO (2) - Itaúna ficou para trás entre as grandes cidades do Centro-Oeste mineiro – Divinópolis, Nova Serrana e Pará de Minas – como polo industrial. Para quem já foi polo têxtil e siderúrgico em quase todo o Século XX, um grande atraso e título de vergonha, somada a inexpressiva representabilidade política. Não adianta crescermos apenas no setor de serviços. Itaúna necessita de grandes empresas e indústrias que alavanquem o desenvolvimento digno de sua história. Geração de emprego é a maior demanda de Itaúna, que está se tornando uma cidade dormitório. Preocupante.

FRENTE TUCANA - Ex-prefeito Osmando Pereira (PSDB) recebeu na segunda-feira (10) à noite, o deputado federal Domingos Sávio (PSDB) e o candidato Gustavo Mitre (PSC) na inauguração do comitê do PSDB e aliados, na Jove Soares. Natural de São Tiago, Sávio disse que é filho adotivo de Itaúna, lembrou do título de cidadão honorário e de emendas que concedeu ao município. Particularmente, há muito tempo não o via na cidade. Amigo de Aécio Neves, ex-empresário do Skank e experiente no relacionamento político nos bastidores, Mitre apontou estimativa de 50% de votos brancos ou nulos nesta eleição. Disse que se conseguir mudar o panorama em Itaúna, serão cerca de 34 mil votos favoráveis à eleição de um deputado na cidade.

CINE RITZ - Inaugurou recentemente unidade em Conselheiro Lafaiete, na região Central do estado. Além de Itaúna, a rede está presente em Divinópolis, Cataguases, Guarapari e Cachoeiro do Itapemirim (ES). A reabertura de um cinema de rua trouxe novo ânimo à vida cultural de Itaúna, com bons filmes em cartaz e uma excelente estrutura.
FISCALIZAÇÃO NO MESMO TRECHO - Dirijo com frequência pelo MG-050 nos sentidos Belo Horizonte e Divinópolis e tenho notado um empenho da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) na fiscalização de velocidade com radar pistola, a distância, em dois trechos com reta, em Mateus Leme. O limite no local, no início do trecho duplicado, é de 80km/h. Em um dos trechos há grades que impedem a travessia de pedestres. Não entendo o critério do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER/MG) para impor limite de velocidade tão baixo para as condições da rodovia gerida pela AB Nascentes das Gerais, se na BR-262 e BR-381, também pedagiadas e com condições muito semelhantes, pode-se dirigir a 110km/h.

TRECHO (2) - Fico sem entender ainda o por quê de a PMRv concentrar a fiscalização nestes dois locais duplicados. A pista única da MG-050 vai de Mateus Leme a São Sebastião do Paraíso, é perigosa e nos quilômetros próximos ao pedágio, registra frequentes colisões frontais e outros tipos de acidentes. O excesso de velocidade é a infração de trânsito mais registrada no município de Itaúna, de acordo com levantamento do Detran-MG feito a pedido do @viuitauna. Porém, ainda não vi este novo tipo de radar em ação na cidade. Em tempo: não fui multado.

SERVIÇO ACESSÓRIO - 25 minutos. Tempo médio para saque no Banco do Brasil na tarde de segunda-feira (10). Havia dinheiro em dois caixas, formando longas filas. Apenas uma funcionária orientava dezenas de pessoas no salão.

ACESSÓRIO (2) - De acordo com o Coordenador do Procon de Itaúna, Erik Machado, o Banco Central considera os caixas eletrônicos serviço acessório, sem obrigatoriedades ao consumidor. São necessárias novas leis de regulação aos bancos, cuja qualidade tem caído, e muito em Itaúna. O tempo máximo de atendimento virou deboche, pois quase sempre não é respeitado. O próprio BB direciona o uso de aplicativo, em publicidade massante dentro da agência. As eleições estão aí. A hora de cobrar os candidatos a deputado é agora!


FALE COM A COLUNA viuitauna@gmail.com

Colunas recentes de Bruno Freitas - Ponto de vista

Nenhum resultado encontrado