Itaúna, 18 de dezembro de 2018

Cadastro

28 de abril de 2018 às 07h00 - Atualizado: 19 de maio de 2018 às 09h59

Coluna do Atlético

Olha, mesmo vencendo o Vitória no Horto por 2x1, o nosso Galo não mostrou nada de novo e nem bom futebol. A equipe simplesmente vive das bolas paradas do Otero e de algumas boas atuações do Victor. Uma boa coisa é que tiveram a coragem de barrar o Elias, que tá ruim pacas. No jogo contra os baianos, o Victor, fez duas boas defesas, mas inseguro, 6; Patric, vem melhorando o seu sofrido futebol, 6; Bremer, foi bem, mas é fraco para ser titular, 7; Gabriel, a cada jogo vem piorando, neste, tomou caneta e marcou gol contra, 5; Fábio Santos, aceitável, precisa jogar mais, tá pouco, 6; Adilson, muito bem defendendo e atacando, 7; Gustavo Blanco, barrou o Elias (que não é muita coisa) e foi um gigante em campo, 8; Luam, o maluquinho com a garra de sempre, 7; Roger Guedes, ótima partida, fez gol e jogou bem toda partida, 8; Otero, não foi bem, mas conseguiu carimbar a trave adversária duas vezes, 6; Ricardo Oliveira, parece gato ao contrário, pois com 38 anos corre o tempo todo e faz gols, 8. Entraram Galdezam, Elias e Erik, todos sem tempo para mostrar o que tem de bom, se é que têm, 6. Amanhã, ainda no Horto, temos sofrimento em dobro, pois vem aí o Corinthians, líder do campeonato; o Atlético está em 11º lugar (tá bom).
Hoje é o Dia da Sogra e é aniversário da Amanda Barbosa, a quem damos os parabéns. Atleticana hoje em BH com o marido Dr. Fernando, para alegria da Janete/Edno Oliveira. Segunda-feira (30/04/18) comemora-se o “Dia Nacional da Mulher”, e eu aqui sofrendo com as mulheres da minha vida: a Bianca, que partiu deixando um vazio enorme na família, nos amigos e em quem conviveu com ela. Minha cara metade lutando contra enfermidade, nos deixando mais deprimido. Dia 04/05, é aniversário do mano Jair Eustáquio Alves (Didi), hoje morando em Montes Claros e recebendo o abraço de toda família. Eclesiastes 3,1º “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer”.

Colunas recentes de Rubens Paulino - Tomé - Coluna do Galo