Itaúna, 18 de dezembro de 2018

Cadastro

20 de outubro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 10 de novembro de 2018 às 09h54

Coluna do América

O América, sem vencer desde o dia o dia 05 de setembro e sem marcar um gol desde o dia 22 do mesmo mês, está com a calculadora na mão. A situação do nosso Coelho com os últimos resultados já está preocupante. O meu time precisa de mais 12 pontos para se garantir na série A do Campeonato Brasileiro. Hoje soma 33 pontos e precisa alcançar 45. A meta é aproveitar os cinco jogos que fará no Independência, contra o Grêmio (hoje, às 16 horas), o Cruzeiro, o Paraná, o Santos e o Bahia. Triunfos nessas partidas vão aproximar o meu Coelho do seu objetivo na temporada. Mas também tem que somar pontos fora de casa contra a Chape, o Inter, o Palmeiras e o Fluminense. Porém, tem que mudar o ataque americano. Sobre a derrota de 4x0 para o Atlético Paranaense, tomando gol com menos de 1’ de jogo, prefiro esquecer. No empate com o Galo do Tomé, a falta de um artilheiro deixou a torcida frustrada. Foram tantas chances desperdiçadas, que fizeram o Vitor ser escolhido o melhor do jogo. O Adilson Batista tem que mudar o time. Sinceramente, não entendo como ele mantém o Ruy. A bola que ele chutou na arquibancada, aos 17’ de jogo, foi um horror. Como um jogador de primeira divisão chuta deste jeito... Foi uma bola rolada pelo Matheusinho, dentro da área, quase na marca do penalty. Se eu fosse o treinador... A outra oportunidade que o Ruy teve foi aos 8’ do segundo tempo, quando o lateral Carlinhos tomou a bola no meio, fez fila e deixou toda a marcação para trás, e já dentro da área rolou para o Ruy. De dentro da área, bola rolada, não pode errar. Mas o Ruy errou de novo, finalizando com a perna direita. O Vitor defendeu com as pernas. E muita raiva por mais uma chance desperdiçada. Aos 28’ do 2º tempo o Robinho teve a sua uma chance de marcar. Ele, que ainda  não fez ainda nenhum gol pelo Coelho, chutou e o Vitor espalmou para fora. Assim, foi mais um  jogo em que o América deixou escapar os 03 pontos. Resta a nós, torcedores do Coelho, torcer para que o time tenha melhor sorte no jogo de hoje à tarde. Abraço verde.

Colunas recentes de Rogério Augustus - Coluna do América

Nenhum resultado encontrado