Itaúna, 22 de outubro de 2018

Cadastro

15 de setembro de 2018 às 07h00 - Atualizado: 05 de outubro de 2018 às 13h32

Coluna do América

O técnico Adilson Batista justificou o empate contra o Ceará, no último jogo, devido ao América ter jogado três partidas em 9 dias. Desculpa “esfarrapada”, porque o Coelho disputa somente o Brasileiro. Faltou ao time foi jogar com o mesmo empenho da partida contra o Vasco da Gama. A verdade é que o time jogou muito mal, e o empate fez com que o América caísse duas posições na tabela. Está em 11º lugar. E quase perdeu a partida, pois o Ceará foi superior, e teve muito mais chances de abrir o placar. Agora na sequência, nosso time terá 9 rodadas com jogos somente nos finais de semana, mas iniciando com dois jogos fora: Botafogo (15º -26 pontos), nesse domingo, às 11 da manhã, e São Paulo (2º - 49 pontos), no próximo sábado, 22/09, às 16 horas. Portanto, não terá mais desculpa para o Adilson. Os jogos serão dificílimos, por isso não poderia ter empatado com o “vovô”.
A alegria da torcida foi mesmo a vitória sobre o Vasco. Vamos a ela: o nosso Coelho foi mais objetivo desde o início do jogo. Aos 30’, o Gerson Magrão cruzou da esquerda e a zaga afastou para a entrada da área. Carlinhos, livre, pegou de primeira, sem deixar a bola cair, o goleiro vascaíno tocou na bola, mas essa foi parar no fundo da rede. COELHO 1x0. Pouco depois (37’) o Carlinhos quase ampliou o placar, acertando a trave em uma cobrança de falta. Ao todo, foram 8 finalizações do Coelho no 1º tempo. No segundo tempo, o nosso time retraiu, e o Vasco acertou o travessão (17’) e empatou de pênalti aos 31’. Porém, para nossa alegria, o Aderlan fez uma jogada sensacional aos 34’, passou com facilidade por dois marcadores e, levantando a cabeça, viu o Gerson Magrão sozinho na entrada da área pela esquerda. O cruzamento foi perfeito: o Magrão dominou, chutou forte e cruzado, com a bola indo parar no fundo das redes vascaínas. COELHÃO 2x1 para nossa felicidade. Vitória bonita, porém, ofuscada pelo o jogo horroroso contra o “vovô”. Este jogo foi “sem comentários”. Abraço verde.

Colunas recentes de Rogério Augustus - Coluna do América

Nenhum resultado encontrado