Itaúna, 19 de novembro de 2017

Cadastro

28 de outubro de 2017 às 07h00 - Atualizado: 11 de novembro de 2017 às 10h15

A voz do Povo Edição 1259

Lixo e crime ambiental no Córrego do Soldado

Lixo e crime ambiental no Córrego do Soldado 

O descarte de lixo irregular, às margens da estrada, no Córrego do Soldado, próximo à entrada do Condomínio Penhora, está provocando indignação na comunidade e gerou denúncia por parte do proprietário de um terreno na região. O senhor Joaquim Sumatra esteve na redação da FOLHA para reclamar da situação, que registrou em fotografias. Ao lado de duas lixeiras, há sempre muito lixo espalhado, jogado pelas pessoas que passam pelo local, além de faixas colocadas nas árvores, em verdadeira afronta à legislação ambiental. O crime ambiental é flagrante, pois o lixo atinge as nascentes e o curso d´água na propriedade de Joaquim Sumatra, que afirmou estar disposto a denunciar a situação ao Ministério Público Ambiental, visto que já fez várias reclamações no SAAE e nenhuma providência foi tomada. O reclamante denuncia, que além do descarte de lixo no local, a afixação de faixas e placas de propaganda nas árvores, o que deveria ser punido, tanto pela legislação municipal, por meio da fiscalização de posturas, quanto pela polícia ambiental.
O Município estaria sendo omisso na situação, não tomando providências ante as várias reclamações e pode ser denunciado, também, ao MP. Com a palavra os responsáveis pela limpeza, fiscalização e meio ambiente.

 Tampão do SAAE “improvisado”

Um tampão do SAAE, na Rua Melo Viana, quebrou-se há algumas semanas. Comerciantes do local afirmam que já comunicaram o fato à autarquia que cuida do abastecimento de água na cidade, porém, até o fechamento desta edição nada havia sido feito para corrigir o problema. A saída foi colocar uma “tampa” improvisada, com uma lata por sobre o objeto, para alertar as pessoas de que é arriscado pisar no local, o que pode causar acidente. Com a palavra o pessoal do SAAE, que poderia mandar substituir a tampa quebrada, e retirar do local a improvisação, antes que ocorra um acidente.

Rua às escuras no Cerqueira Lima

Desde o domingo, 22, que a Rua Wenceslau Braz, no quarteirão compreendido entre a Avenida Silviano Brandão e a Rua Antônio Corradi está às escuras. No domingo aconteceu uma queda de energia no local e, após o fato, as lâmpadas dos postes de iluminação pública não mais acenderam. A região ficou às escuras, colocando a população, principalmente os residentes no trecho citado, em risco, pois a escuridão que tomou conta é um convite à marginalidade. Fica o registro e o pedido do restabelecimento da iluminação no local. Enquanto isso, na Rua Arnaldo Lima, próximo ao número 287, há duas quadras acima do trecho que está às escuras, um morador “ilustre”, tem uma luminária super potente, bem em frente à sua residência. Um privilégio inexplicável.

A voz do povo - A voz do povo

Espaço reservado para a comunidade itaunense.

Colunas recentes de A voz do povo - A voz do povo