Itaúna, 19 de novembro de 2017

Cadastro

21 de outubro de 2017 às 07h00 - Atualizado: 04 de novembro de 2017 às 10h00

A voz do povo

Riscos de acidente - A tampa de um bueiro na Avenida Jove Soares (foto), está quebrada há um bom tempo, colocando em risco as pessoas que trafegam pelo local, seja à pé, de moto, carro ou outro veículo. O fato já foi alvo de indicação de vereador à Prefeitura, mas continua lá, à espera de um acidente, talvez. Fica o registro e o pedido para a troca da tampa mostrada.

Pedintes mudam de local - Um grupo de mendigos estava armando barraca, próximo à rodoviária, na Avenida São João, tendo sido alvo de várias matérias neste espaço. Há alguns dias os mesmos saíram do local e teve até manifestação do poder público sobre a “retirada” dos mesmos. Mas o que aconteceu é que eles foram para outro local. Agora estão acampados no Bairro Universitário (foto), em terreno atrás da Cooperativa, onde já existiam outros invasores. Estão formando uma favela no local e que se ampliará, se o poder público não tomar providências. Com a palavra as autoridades que deveriam ser responsáveis.

Desrespeito à cidadã cadeirante - Na segunda-feira, 16, uma cidadã, cadeirante, ficou por uma hora no ponto de ônibus do bairro Morada Nova, na Praça da Matriz, por falta de elevador nos coletivos que fizeram os horários de 14h20 e 14h40. Só no ônibus das 15h é que a mesma conseguiu ser embarcada. A informação é de que, não tendo elevador, os motoristas não aceitam o embarque dos passageiros cadeirantes. Não se sabe o motivo da rejeição, talvez para “economizar trabalho”. O certo seria todos os veículos serem dotados de elevador, mas já que não é assim, que sejam aceitos os embarques, quando o veículo não for dotado deste apetrecho.

Agência do BB direciona serviços aos Correios - Um indicativo de que o governo está tendente a terceirizar o Banco do Brasil é o “desaparelhamento” de suas agências, principalmente no interior, como afirmam alguns políticos. Se verídica a intenção governamental é o que já acontece em Itaúna. Ao procurarem a agência local para efetuar pagamentos de boletos emitidos contra aquele banco, clientes estão sendo direcionados à agência dos Correios, “em frente ao Santana”, com a explicação de que “o aplicativo daqui não está funcionando direito”, como ouviu cidadão ao procurar o BB no início da semana. Com a palavra os responsáveis pela agência local.

A voz do povo - A voz do povo

Espaço reservado para a comunidade itaunense.

Colunas recentes de A voz do povo - A voz do povo