Itaúna, 21 de outubro de 2017

Cadastro

01 de abril de 2017 às 07h00 - Atualizado: 06 de maio de 2017 às 07h27

A Serra do Minério também se chama Serra do Índio Deitado

A Serra do Minério, assim conhecida em Itaúna, muda de nome dependendo do local de onde é vista: Serra do Itatiaiuçu, Serra das Farofas, Serra do Índio Deitado, Serra de Igarapé, Serra Azul. Ela está situada no extremo oeste do Quadrilátero Ferrífero e faz parte do sistema orográfico da Serra do Curral, que emoldura a cidade de Belo Horizonte e que por causa da exploração predatória do minério de ferro mereceu de Carlos Drummond de Andrade o poema ‘Triste Horizonte’.
Pela sua importância geoeconômica, a Serra do Curral faz jus a um guia histórico e geográfico, que para informação turística e que conte sua história desde o tempo em que nela se explorava o ouro responsável pelo surgimento de Itatiaiuçu, um dos mais antigos povoados de Minas Gerais.
Vejamos algumas informações sobre essa serra, extraídas de textos esparsos na Internet.
Serra Azul, também chamada de Serra das Farofas ou Serra do Itatiauçu, localiza-se na porção oeste do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais, uma das mais importantes províncias minerais produtivas do país. Além de minério de ferro, o Quadrilátero contém reservas de ouro, calcário, bauxita, manganês, argila, caulim, dentre outros minerais.
Serra Azul fica na divisa dos municípios de Itatiaiuçu, Brumadinho, Itaúna, Mateus Leme, Igarapé e São Joaquim de Bicas. Trata-se de uma região rica em minério de ferro e também de um importante divisor de águas, pois separa as bacias do Manso e de Serra Azul, que integram sistemas de abastecimento de água responsável por cerca de 33% do abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Em julho de 2011, a Usiminas arrendou direitos minerários da MBL Materiais Básicos, o que incluiu a aquisição de um estoque de 6 milhões de toneladas de minério de ferro e de uma planta para beneficiamento de minério. No final do mesmo ano, a empresa firmou outras duas importantes parcerias na região. Adquiriu a Mineração Ouro Negro, ampliando o seu acesso a reservas de minério, por meio da majoração da Cava Usiminas e firmou um acordo de 10 anos com a Ferrous Resources do Brasil para otimizar o aproveitamento das reservas de minério. A Serra Azul engloba os municípios de Itatiaiuçu, Brumadinho, Itaúna, Mateus Leme, Igarapé e São Joaquim de Bicas. Está localizada entre a latitude 20°05’37”S e a longitude 44°04’58”W, na bacia do Rio São Francisco, que pertence a Região costeira do Atlântico Sul.
O minério de ferro da Serra Azul (também conhecida localmente como Serra do Índio Deitado, Serra de Igarapé ou Serra de Itatiaiuçu) é explorado desde a década de 70. Trata-se de um grande maciço de ferro que se estende de leste a oeste, a apenas 50 quilômetros ao sul de Belo Horizonte, entre os municípios de Igarapé, São Joaquim de Bicas, Itatiaiuçu e Brumadinho.
Entre os anos 70 e 90, uma série de pequenas empresas familiares lotearam a região e passaram a produzir em pequena escala, basicamente para abastecimento do parque guseiro e complementação da demanda das grandes siderúrgicas. Essas mineradoras nunca incomodaram nem despertaram a cobiça das grandes do setor.
Essa realidade mudou radicalmente a partir de 2009, quando a cotação do minério explodiu no mercado internacional, assim como o valor de ativos minerários que fossem suportados por boa infraestrutura logística, como é o caso de Serra Azul. Foi a fase de uma série de compras das grandes jazidas – sub-exploradas pelas empresas familiares – por multinacionais da mineração ou siderúrgicas interessadas na verticalização da produção.
Ativos que valiam poucas dezenas de milhões de dólares passaram a ser avaliados e negociados na casa das centenas de milhões de dólares. Foram os anos da chegada da Mineração Usiminas, da Arcelor Mittal, da Ferrous e da própria Vale.

José Waldemar Teixeira de Mello - Minas Gerais & coisas mais

"Farei com a pena o que Bonaparte fez com a espada" (Balzac).

Colunas recentes de José Waldemar Teixeira de Mello - Minas Gerais & coisas mais

Nenhum resultado encontrado